fbpx
skip to Main Content
218 244 801 . 930 506 689 geral@coreclinic.pt Av. República 43 - Lisboa
Cuidados A Ter Com Os Pés Em Tempo De Quarentena

Cuidados a Ter com os Pés em Tempo de Quarentena

Face ao surto pandémico que estamos a viver, é pedido a todos os portugueses para ficar em casa. Mas este isolamento domiciliário não é razão para nos esquecermos dos nossos pés ou de desvalorizarmos o seu cuidado que, embora não estejam a ser submetidos a agressões externas pelo calçado ou pela locomoção ativa, podem também sofrer alterações ou potenciar consequências que exigem os cuidados dos profissionais de saúde. De maneira a diminuir os pedidos de urgências nas clínicas ou centros hospitalares, aconselhamos:

  • Manter o uso de palmilhas, caso as utilize. As palmilhas personalizadas são um tratamento ortopodológico para compensar as alterações de apoio com consequências prejudiciais à postura ou organismo da pessoa. Embora não esteja a caminhar como é habitual, não deve descuidar o seu uso pois longos períodos de não utilização podem influenciar a resposta positiva ao tratamento, principalmente se for palmilhas por compensação de heterometrias, que originam processos inflamatórios nas articulações major (tornozelo, joelho ou anca).
  • Alternar o uso de calçado em casa. Usar pantufas, chinelos ou até mesmo apenas meias pode ser o calçado de eleição quando estamos em casa, mas quando estamos por longos períodos e dias consecutivos podem ser prejudiciais para os nossos pés. A falta de amortecimento (sola/palmilha) aumenta o impacto e a carga nos nossos ossos e articulações, nomeadamente o osso do calcâneo e metatarsos, potenciando a dor e processos inflamatórios. Aconselhamos a alternar o calçado “de casa” por sapatilhas, limpas, não as usando fora de casa.
  • Cuidados de Higiene e Hidratação cutânea. Mesmo estando em casa, é essencial manter cuidados de higiene. Uma limpeza diária é primordial para evitar infeções e possíveis lesões. É favorável manter o uso de pós absorventes de humidade ou sprays desodorizantes. A hidratação deve ser feita diariamente para evitar possíveis infeções fúngicas, aparecimento de gretas e/ou fissuras ou portas de entrada para feridas. Estas lesões são de evolução rápida, principalmente em grupos populacionais de risco, como idosos e/diabéticos.
  • Vigilância nas Calosidades. Caso tenha calosidades nos pés deve vigiar com regularidade mantendo os cuidados indicados de hidratação e tratamento. Aconselhamos o uso de calçado com amortecimento para apoio direto contra o solo, caso sejam calosidades entre os dedos, o uso de algodão como separadores provisórios ou, se tiver, material próprio tipo esponja. Deve evitar caminhadas e longos períodos em pé. A prioridade é não evoluir para processos inflamatórios e consequentemente, infeciosos.
  • Evitar cortar demasiado as unhas e as cutículas. Caso não esteja habituado a cortar as suas unhas, não se aventure demasiado. Realize cortes simples, de preferência retos, evitando a possibilidade de evoluir para unha encravada. Após o corte realize um cuidado de hidratação acrescido e não use calçado apertado. Cortar demasiado as cutículas pode levar a processos de panarício (inchaço, dor e vermelhidão à volta da unha). Para evitar processos de abcesso e pus, aplique compressas quentes várias vezes ao dia e soluções tópicas cicatrizantes.

Por último, face aos cuidados preventivos do surto de COVID-19, não ande descalço ou de calçado aberto na rua, evite frequentar balneários ou piscinas. A nossa saúde e a dos outros, está em primeiro lugar!

Lembre-se que TUDO ISTO VAI PASSAR.

Podologista Marta Maciel

Cédula Profissional ACSS-373

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Call Now Button
Back To Top